SimonVit@
Apresentação do Sistema
Teste o Sistema Aqui SimonVit@ - Solucões Casa SimonVit@ - Solucões Hoteis Simon - Descargas

Introdução ao Sistema SimonVit@

A tecnologia LON (Local Operating Network) tornou possível uma nova geração de
produtos de baixo custo que se comunicam entre eles. Com esta tecnologia é possível
criar redes de dispositivos inteligentes que se comunicam, processam e controlam
diversas aplicações no âmbito da automatização de empresas, edifícios, veículos, etc.
Durante anos, os fabricantes de sistemas de automatização de edifícios desenvolveram
sistemas que permitem ligar diversos controladores em rede, mas estas
redes ficavam rapidamente obsoletas, deixando os clientes com sistemas difíceis de
manter. Para além disso, não permitiam a interoperatividade, isto é, os dispositivos de
um fabricante não podiam ser ligados na mesma rede com dispositivos de outros fabricantes.

Descrição de uma rede LON®

Uma rede LON está formada por dispositivos inteligentes, também chamados nós, ligados
por um ou mais meios de comunicação e que se comunicam entre eles utilizando
um mesmo protocolo. Os nós estão programados para enviar mensagens para
outros nós ao detectar alterações em algum factor e para actuar como resposta às
mensagens que recebem.
Os nós de uma rede LON podem-se interpretar como objectos que respondem a diferentes
entradas e produzem determinadas saídas. O funcionamento completo da rede
surge das diferentes interligações entre cada um dos nós. Enquanto que a função
desenvolvida por um dos nós pode ser muito simples, a interacção entre todos pode
implementar aplicações complexas.
Os quatro elementos de LONWORKS® são:
· Protocolo LonTalk®.
· Neuron Chip.
· Transreceptores LONWORKS® (transceivers).
· Software de instalação da rede e aplicações.

O protocolo LonTalk®
O protocolo LonTalk® está formado por uma série de serviços que proporcionam
comunicações fiáveis e seguras entre os nós da rede.
As características do protocolo LonTalk® são as seguintes:
· Fiabilidade: O protocolo suporta a confirmação de recepção ponta a ponta com
novas tentativas automáticas.
· Variedade de meios de comunicação: Par entrançado, rede eléctrica, radiofrequência,
cabo coaxial e fibra óptica.
· Tempo de resposta: Utiliza-se um algoritmo proprietário para a previsão de colisões
que consegue evitar a perda de funcionalidades que se produz ao ter um
meio de acesso partilhado.
· Baixo custo dos produtos: A grande maioria dos nós são simples dispositivos,
como interruptores ou sensores. O protocolo foi desenhado para poder ser implementado
com um único chip de baixo custo.
· Interoperatividade: O protocolo LonTalk® garante a conectividade dos produtos
desenvolvidos por diferentes fabricantes.

Neuron Chip
É o coração da tecnologia LONWORKS®. Os nós LONWORKS® contêm um Neuron Chip
para processar todas as mensagens do protocolo LonTalk®, detectar as entradas e
processar as saídas, implementar funções específicas da aplicação e armazenar
parâmetros específicos da instalação.
Cada Neuron Chip tem um número de identificação de 48 bits (ID) único, atribuído
durante a fabricação (grava-se na memória EEPROM), e que permite endereçar qualquer
nó dentro de uma rede LONWORKS®. Este ID costuma ser utilizado como endereço
de rede apenas durante a instalação e configuração do nó.
O Neuron Chip dispõe de um modelo de comunicações que é independente do meio
físico sobre o que funciona, isto é, a informação pode ser transmitida por cabos de
par entrançado, ondas portadoras, radiofrequência, etc

Os nós de uma rede LON® podem estar ligados em BUS, anel ou estrela. O tipo de
transreceptor utilizado determina o número máximo de nós que se pode habilitar, bem
como a máxima distância permitida.

 
 
 
Página [ 1 ] 2 3
 
www.cristianocarvalho.net © Desenvolvido por Cristiano Carvalho